domingo, 15 de janeiro de 2012

  A ti devo um pedido de desculpas, ou até mesmo, vários...
  Tenho de pedir desculpa pelas vezes em que sou seca contigo, em que pareço distante, em que te falo mal, em que te desprezo. Talvez não percebas porque o faço, mas faço-o por um motivo: não estou bem.
  Não tenho andado bem, por vários motivos e não tenho paciência para falar com ninguém. Deveria falar contigo, desabafar, pois és tu uma das poucas pessoas que está lá para mim, mas não o faço porque não quero falar mais, não quero chorar mais e sei que também tens problemas.
  Quero que saibas que, por mais virgulas que a nossa amizade tenha, não há nada que lhe possa colocar um ponto final.
  Mesmo ausente, eu vou tentar estar do teu lado, e mesmo que não falemos, terás sempre a minha força e o meu apoio.
  Será para sempre, aconteça o que acontecer. Vamos continuar com as nossas conversas porquitas, parvas e com os desabafos. As web's, as fotografias e os textos também. E, um dia, iremos fazer um album de fotografias acerca das nossas aventuras. 








« Quando te dói olhar para atrás e te dá medo olhar adiante, mira para a esquerda ou a direita e ali estarei, a teu lado. »

Sem comentários: