sábado, 28 de janeiro de 2012

Decidi vir aqui escrever porque não me sinto bem. Estou triste, chateada, revoltada, angústiada. Já estava mal quando, de repente, uma das pessoas mais importantes para mim, decide por um fim à nossa amizade e sabem porquê ? Só porque eu disse o que pensava dela, só porque fui directa demais. Não me arrependo de o ter feito, pois como já tinha dito, quero mudar e para isso, precisava de ser mais directa, e quando fui, estraguei tudo. Com ela, acontece sempre isto, quando estou mal, ela vai logo falar dela e dizer que também está mal. Ui, que novidade. Já estou habituada a ouvir isso e a saber que nunca te lixas para esses problemas, preocupas-te sempre com coisas mínimas e quando a verdade te afecta, acabas com tudo. Mas pronto, desta vez, eu juro que não vou fazer nada, não irei tomar a iniciativa para falar contigo. Foste tu que puseste um ponto final e se queres remediar as coisas, vem ter comigo, não esperes por mim. 


Estou mesmo farta e cansada de ser a Andreia que todos pisam quando querem. Estou farta de ser eu a remediar tudo, mesmo quando não tenho culpa. Por isso mesmo, desta vez, vai ser diferente e eu estou-me bem a lixar para o que pensam de mim. Se me acham fria ou parva ? Epá, achem. Não estou nem aí. 


Quanto a ti, Maria, pensa bem no que fazes, pensa antes de dizeres as coisas para não te arrependeres. Mais valia teres dito: « andreia não digas isso, porque me magoas » Mas fazer o que tu fazes sempre: cada vez que estou mal, acabas com a nossa amizade. Não, isso não faço, senão nunca me tinhas.

Sem comentários: